sexta-feira, 28 de março de 2008

MEDIUNIDADE / PSICOFONIA / FENÓMENOS MEDIÚNICOS






historicamente :




Fenômeno mediúnico no qual um espírito se comunica através da voz de um médium.
A DoutrPsicofonia (do grego psyké, alma e phoné, som, voz), de acordo com a
Doutrina Espírita, é o fenôina Espírita identifica duas classe principais de psicofonia:
a consciente - quando o médium afirma ter percebido mentalmente ou escutado uma fala proveninete de um espírito que desejava se comunicar, tendo-a reproduzido com o seu
aparelho fonador; e
a inconsciente ou sonambúlica - quando o médium afirma não saber o que disse, fazendo entender, neste caso, que o espírito comunicante ter-se-ia utilizado diretamente de seu aparelho fonador, por estar ele, médium, inconsciente.
Como se verifica em toda classificação espírita, esta deve ser entendida como didática, sabendo-se haver uma diversidade de nuances entre uma e outra classe.
Allan Kardec, em O Livro dos Médiuns chama os médiuns psicofônicos inconscientes de médiuns falantes. COMUNICAÇÃO PELA VOZ. MÉDIUNS FALANTES.




A psicofonia está presente na grande maioria dos médiuns sendo identificada em 80% dos casos.
Informalmente é denominada de Mediunidade de "Incorporação".
- Essa denominação foi adotada devido à impressão provocada pelo comportamento dos médiuns quando em transe mediúnico de psicofonia.
- Como muitas vezes o Espírito comunicante assume sua personalidade por fala e gestos, se tem a impressão que o Espírito comunicante "entrou" no corpo do médium e, por isso, surgiu naturalmente o termo incorporação.
Sua ocorrência se dá através da exteriorização do perispírito do médium.


Permite que o Espírito comunicante tenha acesso(via perispírito) aos centros nervosos de controle de algumas funções orgânicas do médium, tais como: a fala, o movimento de membros e outros mecanismos motores do corpo. Conforme o grau de exteriorização do perispírito, ocorrerá o maior ou menor controle dos centros nervosos do corpo do médium.
Graus :




Consciente:



- Ocorre em 50% dos casos- Médium tem consciência do que será dito antes de falar- Após o transe, o médium recorda tudo o que disse- Há fraca exteriorização do perispírito
Semi-consciente
- Ocorre em 28% dos casos- Médium tem consciência do que será dito durante a fala- Após o transe, o médium recorda parte do que disse- Há exteriorização parcial do perispírito


Inconsciente :



- Ocorre em 2% dos casos- Médium não tem consciência do que ocorre- Após o transe, o médium raramente recorda de algo que disse ou fez- Há grande exteriorização do perispírito- O Espírito Comunicante atua diretamente sobre os centros nervosos de controle do corpo do médium


FENÔMINOS MEDIÚNICOS INTELIGENTES:




Os fenômenos mediúnicos são marcantes quanto ao efeito que produzem. Podem ser classificados em categorias de acordo com o tipo de efeito (resultado) provocado pelo fenômeno.


De modo geral, duas são as categorias quanto ao efeito: Efeitos Inteligentes e Efeitos Físicos.





Os fenômenos de Efeitos Inteligentes são aqueles que têm sua atuação diretamente sobre o intelecto do médium ou são percebidos pelo cérebro por vias das sensações.


Os efeitos são sentidos pelo médium.
Por esta razão também são classificados em: Intelectuais e Sensitivos, conforme a ação do efeito.
-Intelectuais
-Intuição
-Psicofonia
-Psicografia
-Desdobramento
-Sensitivos
-Vidência
-Audiência
-Sensitividade



Efeitos Físicos:



Os fenômenos classificados como de Efeitos Físicos são aqueles cujas ações são dirigidas para o ambiente material ou as coisas materiais. Os efeitos dessa mediunidade são percebidos por qualquer pessoa que os possa presenciar. Podem ser efetivadas por movimento de objetos, pancadas, sons, materializações, curas e etc.



Exemplos:
-Sons
-Luzes
-Odores
-Movimentos de objetos
-Curas
-Materializações
-Transfigurações

Um comentário:

Susana Silva disse...

BOM FIM DE SEMANA

http://depoiss.blogspot.com/

bjs
susana